A advocacia colaborativa e o divórcio do homem mais rico do mundo

Em 2019, pela segunda vez consecutiva, o presidente executivo da Amazon, Jeff Bezos, manteve o posto de homem mais rico do mundo, na frente de Bill Gates e Warren Buffet. A mídia, no entanto, deu destaque a outro acontecimento da vida de Bezos: seu divórcio colaborativo com Mackenzie Bezos, após 25 anos de casados e quatro filhos.

O casal publicou no Twitter a decisão de se divorciar e continuar suas vidas compartilhadas como amigos. No post do dia 9 de janeiro de 2019, Bezos declarou:

“Queremos conscientizar as pessoas sobre um desenvolvimento em nossas vidas. Como nossa família e amigos íntimos sabem, após um longo período de descobertas amorosas e provações, decidimos nos divorciar e continuar nossas vidas compartilhadas como amigos. Sentimos muita sorte por termos nos encontrado e estamos profundamente gratos por todos os anos em que estivemos casados. Se soubéssemos que nos separaríamos depois de 25 anos, faríamos tudo novamente. Tivemos uma ótima vida juntos como casal, e também vemos um futuro maravilhoso pela frente, como pais, amigos, parceiros, empreendedores e como indivíduos buscando novos caminhos e aventuras. Apesar dos rótulos serem diferentes, continuamos uma família e amigos queridos “.

Já Melinda, ao comentar o processo de divórcio, também pela mesma rede social, declarou estar grata pelo que passou e ansiosa pela nova fase de seu relacionado com Jeff. Também declarou estar animada com os planos para o futuro.

Ao invés de recorrer ao Judiciário, expor o patrimônio e o histórico familiar, Jeff adotou as práticas colaborativas, e em apenas 4 meses chegou a um acordo com sua ex-esposa: um divórcio consensual, conduzido em procedimento sigiloso, e uma partilha interessante para ambos, realizada sobre a fortuna de 137 bilhões de dólares.

Como resultado do acordo feito por meio de advogados colaborativos, MacKenzie, de 49 anos, receberá 4% de participação sobre a Amazon.com, o que equivale a um montante bilionário, que a torna a 22ª pessoa mais rica do mundo, de acordo com o ranking da agência de notícias Bloomberg. Bezos, de 55 anos, manterá 12% de participação e continuará sendo a pessoa mais rica do mundo, segundo a revista Forbes.

Essas são, inclusive, algumas das vantagens da advocacia colaborativa: um procedimento mais rápido e a garantia de que todas as informações permanecerão somente entre as pessoas envolvidas.

Dessa forma, por meio de um procedimento adequado, confidencial, ágil e mais econômico que o judicial, Jeff e Mackenzie chegaram a um acordo sustentável, pautado no diálogo e focado na busca pelo melhor interesse dos dois, preservando-se o bom relacionamento e os papéis inerentes à parentalidade.

Caso queira conhecer mais sobre as práticas colaborativas, navegue por outro textos disponíveis no blog ou nos mande sua pergunta no email: contato@giordanoadvocacia.com.br

©2021 Copyright - Giordano Advocacia por Melt Comunicação

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

Rua dos Timbiras, 2072 | Sala 512, Lourdes
Belo Horizonte MG | CEP 30140-069
Celular : 31 9 9884 4942
contato@giordanoadvocacia.com.br